Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Mozambique Websites & Idiomas Skip to Content

A SGS é líder mundial em tecnologias de cianeto.

Desenvolvemos várias tecnologias que ajudam a gerenciar e reciclar o cianeto usado em sua operação de recuperação de ouro. O cobre também pode ser recuperado.

Os custos e preocupações ambientais crescentes têm levado a um maior interesse na recuperação e reciclagem do cianeto em operações de processamento de ouro. SART (sulfetização, acidificação, reciclagem e engrossamento) é um processo padrão do setor que lhe ajuda a gerenciar e reciclar de forma eficiente o cianeto de sua operação, ao mesmo tempo em que cumpre com as regulamentações ambientais referentes a destruição de cianeto.

SART é uma adaptação do tratamento de acidificação, volatização e reneutralização (AVR) testados pelo tempo para dejetos de ouro. Ele foi desenvolvido para tratar as soluções de dejetos de instalações de ouro que contêm grandes concentrações de cianeto de cobre. A recuperação de cianeto tem um impacto significativo na economia do processamento de jazidas de cobre-ouro de alto consumo da substância, uma vez que haverá uma menor demanda por ela nas instalações.

Quando o cianeto é destruído em uma operação de recuperação de ouro, os custos e riscos associados com a compra, entrega e destruição do reagente representam uma parcela substancial dos custos operacionais totais. Este custo pode ser convertido em uma nova fonte de rendimentos quando o cianeto e o cobre são reciclados a partir de dejetos e o Cu25 recuperado é vendido como subproduto. Ao mesmo tempo, a economia na compra e entrega de cianeto novo aumenta o seu ponto de partida. Da mesma forma, a necessidade de menos cianeto implica em transportar uma quantidade menor à sua área de operação. De uma forma geral, o SART lhe ajuda a assegurar a conformidade com as regulamentações ambientais relacionadas ao cianeto.

Há quatro etapas no processo SART:

  1. Sulfetização–Íons de enxofre são adicionados aos dejetos de ouro.

  2. Acidificação–O pH da solução é reduzido a cerca de 4,5 Sob essas condições, o complexo de cianeto de cobre se rompe completamente, liberando o cianeto como gás HCN e convertendo o cobre em calcocita mineral (Cu2S).

  3. Engrossamento–A calcocita é engrossada e filtrada. O mineral é agora um subproduto vendável.

  4. Reciclagem–O cianeto reciclado é devolvido ao segmento de recuperação d eouro da operação.

O processo SART tem sido usado com sucesso em várias operações de mineração em escala real e mais instalações atualmente em construção.  

A SGS é líder no processo SART. Oferecemos desenvolvimento de fluxogramas, testes, desenvolvimento de planta-piloto e suporte contínuo em operações em escala real usando o SART e outros processos de recuperação de cianeto. Entre em contato conosco já no estágio de proposta e planejamento para ver se o SART pode melhorar o ponto de partida, assegurar a conformidade regulatória na sua operação de recuperação de ouro e melhorar a sua pegada ambiental.